Projeto Político Pedagógico

O perfil do egresso do Tecnólogo em Gestão do Turismo do IFSC, Campus Florianópolis-Continente, está coerente com a justificativa e os objetivos do curso, além de atender às diretrizes curriculares dos Cursos Superiores de Tecnologia e às necessidades atuais do mercado.
Atendendo ao Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia do MEC (3ª edição), o egresso do IFSC: Diagnostica o potencial de destinos e produtos turísticos. Cria e implanta roteiros turísticos. Planeja e gerencia atividades relacionadas aos distintos segmentos de mercado do turismo. Articula os diferentes agentes locais, regionais e internacionais da área. Administra e opera atividades em agências de turismo e
transportadoras turísticas. Gerencia e executa procedimentos em meios de hospedagem, restaurantes e eventos. Vistoria, avalia e emite parecer técnico em sua área de formação.
O egresso do curso Superior de Tecnologia em Gestão do Turismo estará apto a
atuar em:
Agências de turismo.
Centros gastronômicos.
Companhias aéreas.
Cruzeiros marítimos.
Empresas de eventos.
Empresas de recreação e lazer.
Empresas de hospedagem.
Empresas de planejamento, desenvolvimento de projetos, assessoramento
técnico e consultoria na área.
Órgãos públicos com atuação na área.
Instituições de ensino, com atuação na área, mediante formação requerida pela
legislação vigente.
Para a CBO - Classificação Brasileira de Ocupações, as ocupações
relacionadas à formação deste PPC são:
1415-25 - Tecnólogo em gestão de turismo.
3548-10 - Operador de turismo.
Gerir, com responsabilidade social e ambiental, a operação de organizações turísticas, criando rotinas, fluxos, processos e controles de todos os setores e
departamentos desde a sua concepção, planejamento, implantação, operacionalização, comercialização e avaliação.
Desenvolver ferramentas administrativas de organizações turísticas no que se refere à gestão: financeira, de pessoas, de materiais, estratégica, controladoria e de marketing, com sustentabilidade respeitando os preceitos da ética profissional.
Identificar no sistema turístico e nas suas inter-relações o contexto ambiental, social e econômico nas escalas local, regional, nacional e internacional.
Dimensionar serviços, tarefas e pessoas de acordo com a categoria de serviços e tipo de organização turística.
Planejar e executar as operações técnicas no âmbito de organizações turísticas.
Aplicar os conceitos de empreendedorismo no contexto da operação e na concepção de novos negócios e projetos turísticos.
Comunicar-se de forma oral e escrita, utilizando corretamente os termos técnicos e usuais do turismo com base nos conceitos da hospitalidade, bem como
adequando a linguagem à situação comunicativa.
Na perspectiva de identificar a prática pedagógica dentro de princípios norteadores de uma ação educativa pautada na responsabilidade de formar cidadãos
críticos e conscientes do seu papel na sociedade, partimos do entendimento que a fundamentação básica da educação tecnológica, resume-se no saber-fazer, saber pensar e criar, que não se esgota na transmissão de conhecimentos, mas se inicia na busca da construção de conhecimentos que possibilite transformar e superar o conhecido e ensinado (GRINSPUN, 1999). A metodologia proposta neste projeto está pautada na concepção histórico-crítica, com foco na aprendizagem do discente. Destacam-se, a seguir, as linhas norteadoras da metodologia adotada:
a) A intervenção pedagógica será estruturada com base na Educação Superior, na construção do conhecimento e na relação teoria/prática, que se consolida com a
iniciação à pesquisa científica, as atividades de extensão, as visitas técnicas, as palestras, a participação em eventos da área. As diversas estratégias possibilitam ao discente o desenvolvimento do conhecimento em sala de aula e a aplicação prática no âmbito das atividades do setor turístico.
b) Serão trabalhadas diferentes técnicas de ensino, entre as quais estão: aulas expositivas dialogadas; dinâmicas; estudos dirigidos; discussão em grupos; trabalhos
individuais, trabalhos em grupo; aulas e pesquisas em laboratórios, seminários, painéis integrados, visitas técnicas a campos de trabalho na área do Turismo, viagens técnicas, palestras com gestores, interpretação de textos e construção de gêneros textuais
acadêmicos.
c) O papel do professor consistirá em mediar o ensino e a aprendizagem, a partir de ações planejadas, com objetivo de propiciar o exercício contínuo e contextualizado dos processos de mobilização, articulação, reelaboração e aplicação do conhecimento.
d) A avaliação será processual e diagnóstica, em consonância ao Regulamento Didático Pedagógico (RDP), aprovado pela Resolução nº 41, de 20 de novembro de
2014. Para tanto, os docentes acompanharão o desempenho do discente na constituição dos conhecimentos necessários para o exercício profissional, numa constante prática de ação – reflexão – ação de todos os elementos envolvidos no processo de ensino-aprendizagem. (ver metodologia na íntegra no ppc do curso)
5. Dirigente de Ensino: Diretora de Ensino: Profa.
Dra. Jane Parisenti e- mail: depe.continente@ifsc.edu.br
Tel: (048) 3877-8430
6. Contatos
Profa. Dra. Jaqueline de Fátima Cardoso
jaque@ifsc.edu.br (48) 3877-8430
Prof. MsC Uéslei Paterno
ueslei@ifsc.edu.br (48) 3877-8430
A avaliação como ato diagnóstico e como processo contínuo tem por objetivo a inclusão, subsidiando ações que viabilizem tanto o domínio técnico como dos demais
aspectos relevantes à formação do cidadão. Serve para indicar avanços e dificuldades na ação educativa, devendo subsidiar a reflexão da prática pedagógica.
Entre os princípios considerados pela Instituição, e em consonância com o Regimento Didático Pedagógico (RDP) do IFSC, a avaliação prima pelo caráter
diagnóstico e formativo, devendo ser processual, somativa, continuada e diversificada,
consistindo em um conjunto de ações que permitam recolher dados, visando à análise da constituição das competências por parte do discente, previstas no plano de curso. O processo avaliativo integra o conjunto de conhecimentos e habilidades, conforme descrito nas matrizes curriculares, e de atitudes gerais, conforme descrito:
Postura ética e crítica em relação aos temas e conteúdos abordados.
Assiduidade e pontualidade nas aulas.
Participação nas aulas e empenho nas atividades propostas. (ver a íntegra no PPC do curso)
Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker3-srv2.appdocker3-inst202/10/2022 16:09